Bolsonaro desperta diversos interesses do mercado financeiro

Brasília 30 de maio de 2018

Após começar a liderar as pesquisas de opinião para a Presidência da República, o pré-candidato Jair Bolsonaro, atualmente deputado federal (PSL-RJ), vem recebendo aproximação de diversos setores, inclusive do mercado financeiro. 

Desde o início de 2018, o parlamentar vem realizando encontros com figuras importantes como operadores de mercado, diversos proprietários de bancos e investidores. Bolsonaro vem constantemente recebendo visitas de pessoas ligadas ao mercado financeiro em seu gabinete em Brasília. 

O pré-candidato do PSL demonstra ao mercado uma melhor opção economicamente, ganhando vantagem até sobre o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin e o candidato da esquerda, Ciro Gomes. Ao indicar o nome de Paulo Guedes para ser um provável ministro da Fazenda em seu eventual governo demonstrou “uma tendência de bom relacionamento entre a administração de Bolsonaro e o mercado financeiro”, destaca uma fonte. Em fevereiro desse ano, Bolsonaro proferiu uma palestra durante conferência do Banco BTG na qual reuniu mais de duas mil pessoas, entre empresários e investidores. 

Para investidores, até pré-candidatos fortes que possuem relacionamento direto com o mercado financeiro, como o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles, não possuem tanta confiança o setor quanto Bolsonaro. Além da vasta experiência no Poder Legislativo, Bolsonaro diz tudo que os investidores querem ouvir sobre a conduta do Estado em relação a Economia.   

Apesar de outros candidatos como João Amoêdo (Novo), Henrique Meirelles (MDB), Ciro Gomes (PDT), Flávio Rocha (PRB) terem amplo conhecimento em mercado, ainda não conseguiram adquirir total apoio deste setor, enquanto Bolsonaro está a um passo à frente dos concorrentes.  

Um dos motivos da ascensão de Bolsonaro junto ao setor empresarial é devido ao bom relacionamento de seu aliado, Paulo Guedes, no âmbito financeiro. Guedes, um dos fundadores do Banco Pactual, pode ter vida próspera no governo, pelo fato de conduzir com habilidade a área administrativa e econômica. Resta agora aguardar a chegada das eleições e ver o resultado das articulações feitas pela equipe apoiadora de Bolsonaro. 

colunapolitica

A Coluna Política é uma publicação da equipe Really Brasil - parceria/conteúdo fornecido por assessorias e agências de notícias. Sugestão de pauta: redacao@ColunaPolitica.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *