Geral

Maia desrespeita a vontade popular engavetando o fim do foro privilegiado, diz Alvaro Dias

Por  Lúcia Guerra  - domingo, 27 de setembro de 2020
 

BRASÍLIA - Líder do Podemos, no Senado Federal, o senador Alvaro Dias (PR), afirmou domingo (27/9) que o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM/RJ) contraria a vontade dos brasileiros e não coloca em votação o fim do foro privilegiado.

O fato é que o chamado “foro privilegiado” é um instrumento de proteção para acusados de crimes de corrupção. Assim que essa proposta for aprovada, somente os chefes de cada poder manterão essa prerrogativa e todas as autoridades que respondem na justiça terão suas ações remetidas para instâncias inferiores.

O projeto, de autoria do senador Alvaro Dias, já foi aprovado no Senado Federal e aguarda inclusão na Ordem do Dia do Plenário da Câmara dos Deputados. A decisão de pôr o projeto para votação depende exclusivamente de Rodrigo Maia que é o responsável por organizar a pauta, escolhendo a ordem de prioridade dos projetos que serão votados. Desde dezembro, a PEC 333/2017 está pronta para ser apreciada na Câmara, pois já tramitou na Comissão Especial e foi aprovada. O fim do foro privilegiado é uma demanda antiga da população, resta ao Presidente da Câmara atender aos inúmeros requerimentos de inclusão da proposta na Ordem do Dia e votar essa matéria.

 

 Lúcia Guerra é jornalista e escreve para vários sites sobre política.

 | Jornalista. DRT-DF 12054

 redacao@colunapolitica.com.br