Geral

Biometria é excluída das eleições municipais de 2020

TSE | redacao@colunapolitica.com.br - quinta, 23 de julho de 2020
 

A identificação biométrica foi excluída das eleições municipais de 2020 como medida de prevenção ao Covid-19. A decisão tomada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), terça-feira (14/07/2020), segue recomendações médicas e sanitárias. Assim, os eleitores de 586 municípios paulistas, onde o cadastramento biométrico foi obrigatório, serão identificados da forma tradicional.

Guarulhos, Taboão da Serra e São José dos Campos estão entre os municípios em que a biometria seria obrigatória. Agora, no momento da votação, os eleitores das 586 cidades deverão assinar no caderno de votação após apresentarem um documento de identificação com foto.

A decisão de excluir a biometria das eleições se baseou em dois fatores: a identificação pela digital pode aumentar a probabilidade de infecção, já que o leitor biométrico não pode ser higienizado com frequência; e pode gerar filas maiores, aumentando as aglomerações, pois uma parcela das pessoas tem dificuldade com a leitura das digitais.

A Justiça Eleitoral, em parceria com infectologistas, está definindo estratégias para proporcionar a maior segurança possível a todos os eleitores, mesários e demais colaboradores.

O assunto será incluído nas Resoluções do TSE para as Eleições 2020, que serão expedidas no mês de agosto, após o recesso do Judiciário.