Eleições 2020

PTB baixa resolução que veta alianças eleitorais com comunistas e socialistas

Da redação com informações do Site Justiça Em Foco. - sábado, 12 de setembro de 2020
 

BRASÍLIA - Diretórios em todo Brasil, do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), estão impedidos de formar coligação com legendas que compõem a esquerda brasileira.

De acordo com a resolução publicada, no site da executiva nacional do partido, assinada pelo presidente nacional do PTB, o ex-deputado federal Roberto Jefferson.

Confira abaixo:

"Resolução PTB/CEN N° 89/2020

Dispõe sobre vedação de realização de coligações e demais assuntos.

O Presidente da Executiva Nacional do Partido Trabalhista Brasileiro – PTB,
com fundamento no artigo 30, inciso V, alínea “a”, artigo 87, inciso V, todos do Estatuto do PTB c/c o artigo 7º e parágrafos, da Lei n.º 9.504/97, ad referendum da Convenção Nacional da agremiação, RESOLVE:

Considerando a decisão deliberada em reunião da Comissão Executiva Nacional ocorrida em 29.07.2020 que vedou a realização de coligações com os partidos DEMOCRATAS – DEM e PARTIDO DA SOCIAL DEMOCRACIA BRASILEIRA – PSDB;

Considerando o Programa Estatutário do PTB, o qual tem por alinhamento o seguinte: ‘O PTB é uma resposta aos partidos comunistas e socialistas que se apresentam como os únicos representantes do trabalhador;

Art. 1º. – Fica terminantemente vedada a efetivação de coligações do PTB com os partidos que compõem o Foro de São Paulo incluindo as seguintes agremiações: PT, PSOL, PDT, PCdoB, REDE, PSB, PCB, PSTU e PCO.

Art. 2º. – Os diretórios estaduais e municipais do PTB que descumprirem essa resolução estarão sujeitos a anulação dos atos convencionais em desacordo com as diretrizes, além de intervenção e/ou dissolução, sem prejuízo de eventuais sanções disciplinares.

Art. 3º. – Esta resolução passa a viger a partir desta data, revogadas as disposições em contrário.

Brasília-DF, 04 de setembro de 2020.

Roberto Jefferson Monteiro Francisco
Presidente Nacional do PTB"

 

Ex-secretário nacional do PSL assume presidência do DC no DF