EXPRESSO

Alerta para G20: Estado com maior população indígena enfrenta risco de escassez hídrica

Por Ronaldo Nóbrega | Foto: Waldemir Barreto - sexta, 23 de fevereiro de 2024
 

Desde janeiro de 2024, o Brasil tem se destacado na vanguarda das discussões ambientais e climáticas globais, liderando iniciativas significativas através do Grupo de Trabalho (GT) de Sustentabilidade Ambiental e Climática do G20 Social. Com autoridades como a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, e o embaixador André Corrêa do Lago, do Ministério das Relações Exteriores, o país tem apresentado temas importantes para o debate internacional, visando não apenas abordar, mas também implementar soluções sustentáveis para questões ambientais urgentes.

Contudo, foi o pronunciamento do senador Chico Rodrigues (PSB-RR) que trouxe à tona uma crise iminente que requer atenção imediata: a escassez de água para consumo humano em Roraima, afetando especialmente o rio Branco, a principal fonte hídrica do estado. Esta situação destaca a vulnerabilidade de comunidades locais, incluindo a maior população indígena do Brasil, e ressalta a importância de ações coordenadas e eficazes em resposta a crises ambientais.

O senador Rodrigues alertou para uma tragédia ambiental, enfatizando a necessidade urgente de apoio federal para o estado e seus municípios. Com a previsão de chuvas apenas para o final de março, os setores produtivos e a população em geral enfrentam riscos significativos, amplificados pelo prolongamento do período de seca e pelo consequente aumento das queimadas.

Neste contexto, o GT de Sustentabilidade Ambiental e Climática do G20 Social assume um papel fundamental não apenas em trazer a crise de Roraima ao conhecimento global, mas também em demonstrar a resposta do governo federal como um modelo de intervenção e solidariedade.

 
 
 
IMPRIMIR